• Léo Stefan

Como a inteligência de dados pode ajudar o seu negócio

Big Data, Business Intelligence e outros tantos termos técnicos são cada vez mais utilizados pelas empresas para coletar e analisar os dados, criar ferramentas e melhorar o relacionamento com o seu cliente.



A maior revolução do século XXI foi feita através da comunicação. Nela encontramos os maiores avanços tecnológicos, mudanças comportamentais e, por conseguinte, transformações no mercado consumidor. Através das redes sociais, a tecnologia da informação mudou a maneira como as empresas trabalham suas estratégias. A inteligência de dados pode ajudar o seu negócio a crescer, não importa o objetivo que você queira trabalhar.


Big Data, Business Intelligence e outros tantos termos técnicos cada vez mais comuns no vocabulário de empresas que procuram se destacar no mercado precisam de uma introdução mais cuidadosa para serem entendidos. Fala-se muito em tecnologia da informação, mas se discute sobre qual é a verdadeira associação entre empresa e inteligência de dados.


Afinal, como a tecnologia influencia no processo de compra?


No marketing tradicional, o estudo do consumidor é baseado no conceito de público-alvo. Em linhas gerais, trata-se de um segmento da sociedade com determinadas características em comum (idade, sexo, profissão, interesses, etc.). Esse conceito é o fator determinante para o fomento de estratégias de marketing offline, seja na tv ou em mídias impressas.

A internet trouxe consigo um novo modelo de estudo do mercado consumidor com a definição do conceito de persona. Em linhas gerais, podemos definir como persona personagens fictícios criados para representar os diferentes tipos de usuário dentro de um alvo demográfico, atitude e/ou comportamento definido. O conceito de persona é muito utilizado no marketing digital para empresas que queiram atingir um perfil de público mais assertivo.


Uma estratégia de marketing digital possibilita uma coleta de dados maior que estratégias de marketing tradicional. No universo online, podemos falar diretamente com cada consumidor, seja através de suas redes sociais ou em outras ferramentas que ele utiliza online. Cada ação do usuário na internet gera um dado. É através da junção de dados e de suas análises que podemos entender como pensam os consumidores, para mapearmos todos os seus passos.

Através do entendimento de uma estratégia de marketing digital podemos visualizar como a inteligência de dados se aplica nas empresas. Para isso, é preciso entender…


A diferença entre Big Data e Business Intelligence


Certamente você já deve ter lido algo sobre Big Data e Business Intelligence achando que esses termos são sinônimos. No entanto, eles possuem significados distintos, embora se complementem. Vejamos cada um deles:


1 - Big Data

É o termo utilizado para designar o grande volume de dados gerados e armazenados a cada segundo por qualquer setor ou empresa. Trata-se de um conjunto gigante de informações presentes em servidores e guardados principalmente de forma online. Antes mesmo do digital, o Big Data já era uma prática da ciência da informação. No entanto, foi com a internet e com o aumento contínuo de serviços digitais que o Big Data obteve um crescimento exponencial. Uma transformação ocasionada pela crescente dependência atual de smartphones na vida contemporânea.

A hiperconexão facilita o monitoramento do público, ou seja, cada ação do seu consumidor na internet pode ser mapeada.

Um jeito fácil de entender o Big Data é analisando o seus 5 V’s:

Volume: A quantidade de dados que o Big Data lida diariamente.

Variedade: Dados gerados, unidos às suas diversas fontes de origem, proporcionam informações valiosas para o trabalho de marketing.

Velocidade: O fluxo de informações e fontes de origem só são vantajosos se o trabalho do Big Data for ágil.

Veracidade: Para ter eficiência, Big Data precisa coletar informações verdadeiras.

Valor: Todas as informações coletadas precisam gerar valor. Para isso, é preciso entender que tipo de informação a sua empresa necessita.

Pelos dados, uma empresa pode saber quando foi a sua última viagem, que lugares você frequentou, com quem se relacionou, o que você consumiu e por aí vai. Tudo isso porque você simplesmente usou o celular para cada uma dessas ações.


2 - Business Intelligence

Business Intelligence, ou Inteligência de negócios, é o processo de coleta, organização, análise, compartilhamento e monitoramento de informações que fornecem suporte à gestão de negócios. Nele, o Big Data é utilizado para que a empresa tenha insights, fomente estratégias e defina os próximos passos relacionados aos setores de marketing e vendas.

Tendências mercadológicas, padrões de comportamento, marketing orientado a dados, entre outros tipos de informações são trabalhados no Business Intelligence. Em outras palavras, podemos defini-lo como a intervenção humana no Big Data. É através dele que podemos criar, mudar e moldar o ambiente de negócios, tornando-o cada vez mais competitivo e em consonância com as necessidades do mercado. Essa metodologia está revolucionando a maneira de fazer negócios.


Mas como utilizar Big Data e Business Intelligence no seu negócio?


Estudos recentes apontam que apenas 1% dos dados corporativos é usado de forma efetiva para análise nas grandes corporações, que 33% das empresas brasileiras nunca utilizaram Big Data e que apenas 13% utilizam com frequência. Não é atoa que 90% das estratégias corporativas fracassam. Essas estatísticas comprovam que o Big Data no empreendedorismo brasileiro ainda está em fase de crescimento, e que quem está atento a essa tendência terá grandes chances de se destacar.

A combinação de Big Data e Business Intelligence precisa de recursos tecnológicos para gerar resultados satisfatórios. Com essa necessidade, surgiram inúmeras ferramentas que trabalham a otimização dos dados coletados, fornecendo análises personalizadas para tomadas de decisão mais assertivas.

O Big Data e o Business Intelligence fomentam estratégias com alto poder de retorno para o marketing atual das empresas. São elas:


1 - Marketing One to One:

O Marketing One to One (Marketing um a um) é a relação direta da empresa com o cliente. Um diálogo personalizado, com bases em coletas de dados específicos que possibilitam o contato com o indivíduo sem que ele esteja incluído em um perfil de cliente.

Um exemplo bem sucedido de Marketing One to One pode ser visto em uma das maiores redes de varejo do Brasil, o Magazine Luiza, adotou essa estratégia ao munir seus vendedores com informações sobre cada cliente, disponibilizadas em um smartphone no momento em que o indivíduo entra em contato com a loja. Assim, o vendedor já sabe exatamente o que perguntar e o que oferecer.


2 - Marketing BI (Business Intelligence)

Ações de marketing precisam de dados para serem realizadas. Uma ação baseada em achismos está fadada ao fracasso. Cada vez mais empresas investem na estratégia de Marketing BI justamente porque procuram por assertividade. E é através de uma análise de dados apuradas que estratégias focadas em cada cliente podem ser planejadas.

Um exemplo de Marketing BI pode ser visto na holding de hipermercados GPA, onde o consumidor recebe ofertas baseadas em seus hábitos de compra, aumentando a conversão e, consequentemente, o ticket médio.


3 - Inbound Marketing

O Inbound Marketing, ou Marketing de Atração, é muito utilizado em estratégias de marketing digital, justamente por trabalhar o conteúdo de forma automatizada, com uma base de informações sobre a jornada de compra do consumidor. Utilizando-se da automação de marketing, o Marketing de Atração cria um funil de vendas onde o cliente é incluído, trabalhando estratégias para tornar a conversão em vendas mais efetiva.

A automação de marketing e vendas não é exclusividade dos negócios digitais

Inteligência de Dados não é exclusividade de grandes empresas, muito menos de negócios digitais. O seu negócio também pode utilizar a combinação de Big Data e Business Intelligence para gerar mais oportunidades, engajando clientes e aumentando suas vendas.

Uma solução simples e prática está na utilização de aplicativos de vendas que podem ser imputados ao seu produto ou serviço de forma 100% automatizada. O WANTAGE foi criado justamente para atender a essa demanda.


Com o WANTAGE você pode criar estratégias de marketing através da coleta e análise de dados, personalizada para cada cliente. É o Marketing BI agindo em função do seu negócio. Através de um Big Data com informações sobre frequência de compras, itens consumidos, perfis de clientes, horários de compras, quais são seus clientes mais fiéis e quais são aqueles que não retornam, você pode planejar ações direcionadas. Assim, a sua empresa reduz custos de marketing e tempo de trabalho.


A tecnologia chegou para democratizar o acesso aos dados. A segunda década do século XXI deixou claro que os dados são o petróleo para as empresas. O combustível que você precisa para acelerar o seu negócio e chegar muito mais longe do que imagina.


0 visualização
PARCEIRO OFICIAL
MENU
ENDEREÇO

Rua do Rocio, 423 - Sala 1311/12
Vila Olímpia, São Paulo/SP

Rua Presidente Castelo Branco, 285 A

Quilombo, Cuiabá/MT

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn

Desenvolvido com ♥ em São Paulo @ 2019 L2INOVA